Os 5 principais requisitos para ser um bom programador

Linguagens de programação - JavaScript - TargetTrust

O programador precisa ter a tecnologia como o centro de seus interesses. Isso se deve, principalmente, por ser uma área que apresenta novidades todos os dias. Por isso, um bom programador precisa ser curioso e se manter sempre atualizado. Confira aqui os cinco requisitos primordiais para ser um bom programador.

1. Capacidade para solucionar problemas

Cerca de 80% da carreira de um programador é voltada à solução de problemas que podem ocorrer em diversas áreas. Ou seja, solucionando desde problemas indissociáveis à fase de desenvolvimento dos novos softwares ou correção de erros inesperados. Se o profissional não tiver paciência suficiente para manter-se centrado diante de problemas semelhantes, ele dificilmente conseguirá fazer um trabalho eficiente ou progredirá na carreira. Logo, é preciso ter muita dedicação e persistência para solucionar qualquer contratempo diário, ganhando com isso mais agilidade e experiência para resolver desafios maiores.

2. Base sólida de matemática e raciocínio lógico

Ter bons conhecimentos de matemática e raciocínio lógico, com certeza, é um grande diferencial para aqueles que querem se destacar na área de programação. Não será possível avançar muito na carreira se o programador ainda sentir muitas dificuldades na hora de pensar e lidar com algoritmos e códigos de forma sistêmica. No entanto, existe uma solução simples e eficaz para essa questão. A Preply.com é uma plataforma online que conecta alunos e professores, de acordo com suas necessidades e orçamento. É possível ter aulas de matemática via Skype de casa ou do trabalho, contando com professores experientes, prontos para tirar suas dúvidas e ajudar a expandir seu conhecimento. Fica fácil organizar horários, já que se pode ter aulas em qualquer lugar que tenha conexão de rede.

3. Senso de responsabilidade e ética

Ser um bom programador também inclui a característica de ter um forte senso de responsabilidade e ética em seu trabalho. Responsabilidade, como o próprio nome já diz, significa cumprir com o seu trabalho conforme as expectativas do seu cliente. Ser organizado e pontual, cumprir prazos e solucionar problemas solicitados. Além disso, é preciso ser ético com o seu cliente, pois, geralmente, o programador irá ter acesso a um grande volume de dados e informações sigilosas. Cuidado para não quebrar a confiança do seu cliente e perder excelentes oportunidades dentro do mercado de trabalho.

4. Manter-se sempre atualizado

O programador precisa estar em um fluxo constante de aprendizado e atualização. As linguagens da programação mudam a cada ano e novos recursos tecnológicos surgem em uma velocidade impressionante. O bom programador deve aceitar a condição de ser um eterno aprendiz, buscando desenvolver todas as suas capacidades profissionais que vão além da programação, como aprender inglês, gestão de projeto, novos sistemas operacionais, entre outras.

5. Ir além dos diplomas

É comum aos programadores iniciantes acharem que sabem de tudo e isso é um grande erro. A perfeição vem com a prática e muito estudo, para isso, faculdade e cursos podem ser um aliado e tanto. Contudo, nunca se acomode, procure ir além do seu diploma e ter sede por conhecimento, ler muito e estar sempre em busca de novas informações, testando e aprimorando cada nova técnica aprendida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − quinze =